Diretor de Ronaldo ‘dispara bomba’ que pode afetar Atlético, Palmeiras e Flamengo sobre planejamento financeiro

Diretor de Ronaldo 'dispara bomba' que pode afetar Atlético, Palmeiras e Flamengo sobre planejamento financeiro

Cruzeiro

Pedro Martins cobra por mudanças no futebol brasileiro e ‘carapuça serve’ em rivais da Série A

Foto: O TEMPO/YouTube - Dirigente de Ronaldo faz declaração forte
Foto: O TEMPO/YouTube – Dirigente de Ronaldo faz declaração forte

Os torcedores da Raposa estão contando as horas para ver o time de coração de volta à elite do futebol nacional. Depois de confirmar o retorno, o Cruzeiro agora coloca na mesa as estratégias que o Clube deve aderir para a próxima temporada. Uma das preocupações que apetecem a alta cúpula do Zeirão envolve uma lei presente na Europa e que ainda não chegou ao Brasil.

 

O fair-play financeiro foi verbalmente admitido como um ponto de atenção para Pedro Martins. O Diretor Executivo do Clube admitiu, em entrevista ao Globo Esporte, que o Brasil precisa arrumar formas de frear um problema no mercado. Segundo ele, a falta de limite de investimentos estipulado por órgão responsáveis, favorece as equipes mais poderosas em um ecossistema injusto.

“Existe nossa restrição orçamentária, e é importante falar sobre isso, porque no Brasil ainda não tem o fair-play financeiro de fato constituído. Vira uma competição do dono mais rico, do dono que vai gastar mais. A gente quer contribuir para o futebol brasileiro se desenvolver, e os clubes consigam ser respeitados pela gestão que eles têm, pela estratégia que têm”, declarou Pedro Martins.

Mesmo sem citar nenhum clube específico, a declaração do Diretor Executivo do Cruzeiro atinge diretamente alguns dos principais rivais no país. Além do Atlético Mineiro, Palmeiras e Flamengo são três equipes que costumam agir de maneira bem ativa no mercado. A situação é ainda mais impactante no Galo, onde a instituição recebe um aporte de dinheiro grande para contratações.

“Nós já vimos para onde esse caminho (de gastar sem ter dinheiro) leva. A gente viu o que o Cruzeiro passou, porque gastou mais do que tinha, prometeu o que não deveria”, complementa o dirigente do Cruzeiro.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *