Palmeiras confirma título incontestável, com mais competência até que a CBF – 03/11/2022

veja como foi o jogo do Brasileirão

Ser confirmado matematicamente como campeão antes ou depois de jogar é comum nas competições por pontos corridos. Rodadas antes da derradeira, os resultados dos adversários favorecem, título garantido.

Mas não precisava ter sido assim em 2022. Os jogos América x Internacional e Palmeiras x Fortaleza poderiam ter sido tranquilamente marcados para o mesmo horário. Nem seria por isonomia, porque isso o time de Abel Ferreira quase nunca permitiu no Brasileiro.

Sobrou praticamente de ponta a ponta. Ou desde os 3 a 0 sobre o Corinthians em Barueri, quando o rival deu prioridade à Libertadores. As circunstâncias foram empurrando os principais concorrentes para fora do campeonato. O bate-volta do egoísta Cuca jogou o então campeão Atlético no limbo, o desastre da Era Paulo Sousa atirou o Flamengo no colo dos torneios de mata-mata com Dorival Júnior.

O calendário fez com que as eliminações na Copa do Brasil (oitavas) e Libertadores (semifinal) aumentassem ainda mais o foco alviverde. Desta vez funcionou perfeitamente, justamente pela continuidade do trabalho do português, que ganhou maturidade e eficiência para atacar de várias formas sem perder a impressionante competência defensiva.

Não sofreu gol nem no jogo da festa, no Allianz Parque. Marcou quatro, poderia ter enfiado seis ou sete em um dos melhores times do returno. A equipe de Vojvoda não viu a bola contra o quarteto Dudu-Scarpa-Rony-Endrick. O meia servindo, o trio de frente indo às redes, dois de Rony. Espetáculo de 18 finalizações, metade no alvo. Jogo fluindo com incrível facilidade.

Consequência natural de um trabalho que começou vencedor, com títulos de Copa do Brasil e Libertadores, ganhou casca com os reveses até a catarse do bi sul-americano no ano seguinte e ganhando serenidade e repertório em 2022. Administrando fisicamente, também por conta da menor quantidade de partidas, o “sprint” no início da temporada para estar competitivo em alto nível no Mundial.

No final deu tudo certo, com o Palmeiras de Abel conseguindo mostrar sua força também na regularidade da liga. Agora está completo. Superando os obstáculos, inclusive os criados pela CBF, que muitas vezes trabalha contra a competição que deveria ser tratada como a principal do país.

Ataque mais efetivo (63), defesa menos vazada (22), duas míseras derrotas e Gustavo Scarpa como craque do campeonato. Absoluto na consistência.

(Estatísticas: SofaScore)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *