Real prepara proposta por Endrick nos moldes de Vini Jr

Real prepara proposta por Endrick nos moldes de Vini Jr

O Real Madrid está disposto a contratar Endrick, do Palmeiras, em breve. O objetivo do gigante espanhol é repetir a estratégia feita com Vinicius Júnior (Flamengo) e Rodrygo (Santos) e não perder os craques para rivais da Europa.

O UOL Esporte apurou que Juni Calafat, diretor brasileiro do Real Madrid responsável pelas negociações de Vinicius Júnior e Rodrygo, estará no Brasil nos próximos dias e mantém contato com Douglas Ramos, pai do Endrick. Juni e Douglas se conheceram na Espanha e optaram por não comentar a informação.

Em contrapartida, a reportagem conversou com pessoas próximas ao Endrick e Real Madrid e, de acordo com o apurado, o objetivo do Real Madrid é viabilizar um acordo com o Palmeiras agora para garantir Endrick em 2024, quando o atacante completará 18 anos. O Real prepara uma proposta para o Verdão e um plano de carreira ao jogador

Os representantes de Endrick foram sondados pelo Real Madrid e outros dois clubes grandes da Europa e aguardam pela apresentação de um projeto de carreira. O interesse do exterior aumenta a cada dia pelo fenômeno palmeirense. O PSG esteve no Brasil representado pelo diretor Luís Campos para ver o atleta.

A multa rescisória de Endrick é de 60 milhões de euros (R$ 298 mi), valor alto para os padrões brasileiro, mas “comum” para os gigantes da Europa. O Palmeiras adota cautela e não pretende negociar a joia por menos que a multa.

Preferência por um clube de fora da Espanha

Embora Real Madrid e Barcelona (ESP) já tenham sinalizado interesse no jogador, o Palmeiras tem preferência por negociar o garoto com um clube de outro país.

Nada contra a Espanha ou os clubes de lá. O problema são os impostos. De todos os mercados de primeira linha do mundo esportivo, a Espanha é quem tem, de longe, a maior mordida em termos de impostos para brasileiros.

O Fisco espanhol abocanha nada menos que 15% em uma transferência de um jogador do Brasil para o futebol espanhol. Isso se deve a um acordo comercial bilateral entre as nações.

Desse modo, uma transferência pelo valor da multa do jogador, 60 milhões de euros (R$ 325 milhões hoje), na verdade daria ao clube alviverde 51 milhões de euros — ou R$ 48 milhões a menos.

Vale destacar que, para tirar Rodrygo do Santos, o Real Madrid pagou a multa rescisória e todos os impostos. Os quase R$ 200 milhões ficaram livres para o Peixe. Os merengues podem repetir a estratégia com Endrick, que vê o Real com bons olhos.

Há ainda um problema adicional. O Palmeiras já enfrenta um problema do tipo devido à negociação de Yerry Mina com o Barcelona, em 2017. O clube contestou esse valor com a Espanha. E no caso de uma nova negociação, a Receita Espanhola pode bloquear os valores que considera devidos na transação do colombiano.

Voando

Endrick estreou como profissional contra o Coritiba, no dia 6 de outubro. Desde então, soma três gols em cinco jogos. O primeiro no Allianz Parque ocorreu ontem (2), na vitória sobre o Fortaleza que carimbou a faixa do título brasileiro.

Endrick já era procurado por gigantes da Europa antes mesmo de ser promovido, mas os gols e a titularidade recentes fizeram os clubes acelerarem o passo. O Palmeiras resiste, mas entende que a venda é natural.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *