AES Brasil (AESB3) lucra R$ 102,6 milhões no 3º trimestre, revertendo prejuízo de um ano antes

AES Brasil (AESB3) lucra R$ 102,6 milhões no 3º trimestre, revertendo prejuízo de um ano antes

A AES Brasil (AESB3) registrou lucro líquido de R$ 102,6 milhões no terceiro trimestre de 2021. Com o resultado, a elétrica reverte um prejuízo de R$ 103,1 milhões registrado um ano antes. O número exclui impacto de reconhecimento de crédito fiscal, no valor de R$ 532,6 milhões e ressarcimento de GSF (medida de risco hidrológico.

O lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda) foi de R$ 283,8 milhões, crescimento de 207,5% na comparação anual.

A receita líquida da AES Brasil foi de R$ 786,6 milhões, alta de 18,9% em relação ao terceiro trimestre de 2021.

O volume total de energia bruta gerada pelas usinas hidrelétricas da AES Brasil atingiu 1.839,1 GWh no 3T22 e 6.315,9 MWh nos nove primeiros meses do ano, 32,6% e 22,8% acima, respectivamente, dos mesmos períodos de 2021.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O desempenho é reflexo da maior afluência e da recuperação dos reservatórios do sistema para níveis acima da média dos últimos 10 anos.

“Em função do cenário hídrico adverso durante o ano de 2021 e buscando mitigar os efeitos e recompor o lastro, a companhia realizou as compras antecipadas de energia para equalização do balanço energético de 2022, em linha com sua estratégia comercial”, diz o texto da administração, que acompanha o balanço.

A geração eólica bruta foi de 714,2 GWh no 3T22, 3,0% acima da geração do 3T21.

Os complexos solares registraram geração bruta de 140,5 GWh, redução de 2,9% em comparação com o 3T21.

Os custos operacionais e despesas gerais e administrativas (excluindo depreciação e amortização) totalizaram R$ 143,6 milhões no 3T22, crescimento de 21,3% em relação ao mesmo período de 2021, quando atingiu R$ 118,4 milhões.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O resultado financeiro líquido registrado pela Companhia no 3T22 foi negativo em R$ 35,8 milhões. As receitas financeiras somaram R$ 115,3 milhões no 3T22 (vs. R$ 56,2 milhões no 3T21). As despesas financeiras somaram R$ 151,1 milhões no 3T22 (vs. R$ 166,0 milhões no 3T21).

A AES Brasil encerrou o 3T22 com dívida bruta consolidada de R$ 7,9 bilhões, 33% superior à posição de dívida bruta do mesmo período de 2021.

Em 30 de setembro de 2022, o caixa consolidado da AES Brasil somava R$ 3,455 bilhões.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *