Bolsas mundiais sobem antes da ata do Fomc; PEC da Transição, Covid na China e mais assuntos do mercado hoje

Bolsas internacionais operam mistas a espera de decisão do Fed

GET FREE FOLOWERS TIKTOK

GET FREE INSTAGRAM TIKTOK

A maioria dos mercados europeus e índices futuros dos Estados Unidos opera em alta nesta manhã de quarta-feira (23), antes da publicação da ata do Comitê de Mercado Aberto do Banco Central americano (Fomc, na sigla em inglês), um dia antes do feriado de Ação de Graças, em busca de sinalizações sobre o futuro da política monetária nos EUA.

Agentes do mercado se animaram recentemente com a inflação ao consumidor e no atacado abaixo do esperado nos Estados Unidos, levando a apostas de que o Fed teria que desacelerar seus aumentos agressivos nas taxas de juros.

Além da minuta do Fomc, investidores aguardam pela divulgação da confiança do consumidor Michigan, assim como pelo Índice de Gerentes de Compras (PMIs, na sigla em inglês) americano.

Em dia de agenda doméstica esvaziada, as atenções continuam em volta da PEC da Transição, que pode ser protocolada nesta quarta-feira, no Senado.

Ainda no noticiário político, o PL, sigla do presidente Jair Bolsonaro, adicionou volatilidade aos mercados na véspera ao contestar os resultados das eleições.

A China também segue no radar do mercado. Pequim fechou parques e museus na terça-feira e Xangai reforçou as regras para as pessoas que entram na cidade, enquanto as autoridades chinesas lidam com um aumento nos casos de Covid-19 que aprofundou a preocupação com a economia e diminuiu as esperanças de uma reabertura rápida.

1.Bolsas Mundiais

Estados Unidos

Os índices futuros dos EUA operam com ligeira alta nesta manhã de quarta-feira (23), enquanto investidores aguardam pela ata do Fomc em busca de pistas sobre os rumos do juros no país.

No início deste mês, o Fed promoveu sua quarta alta consecutiva de 0,75 ponto percentual, que levou os juros ao nível mais alto desde 2008. Economistas estão prevendo um aumento de 0,5 ponto percentual em dezembro e aumentos menores nas taxas no próximo ano.

Veja o desempenho dos mercados futuros:

  • Dow Jones Futuro (EUA), +0,05%
  • S&P 500 Futuro (EUA), +0,06%
  • Nasdaq Futuro (EUA), +0,05%

Ásia

Os mercados da Ásia-Pacífico fecharam com alta. No radar do mercado, o banco central da Nova Zelândia elevou sua taxa de juros em 0,75 ponto percentual, a maior alta de juros na história do país, e a inflação de Cingapura diminuiu em outubro em uma base anualizada.

O índice de preços ao consumidor de Cingapura diminuiu 0,2%, para 5,1% em outubro na base anual, informou o Ministério do Comércio e Indústria (MTI).

  • Shanghai SE (China), +0,26%
  • Nikkei (Japão), fechado por feriado
  • Hang Seng Index (Hong Kong), +0,57%
  • Kospi (Coreia do Sul), +0,53%

Europa

As bolsas da Europa operam em alta em sua maioria nesta quarta-feira, enquanto investidores avaliavam dados econômicos da região e esperam pela ata da última reunião do Federal Reserve dos EUA.

Investidores também avaliam as leituras do índices de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) da zona do euro, da Alemanha e do Reino para obter indicações sobre a saúde da atividade econômica do continente.

  • FTSE 100 (Reino Unido), +0,44%
  • DAX (Alemanha), -0,25%
  • CAC 40 (França), -0,12%
  • FTSE MIB (Itália), -0,41%

Commodities

As cotações do petróleo sobem na sessão de hoje, após um recuo acima do esperado dos estoques de petróleo dos EUA na semana passada e incertezas sobre o fornecimento do petróleo russo.

A incerteza sobre como a Rússia responderá aos planos dos países do G-7 de limitar os preços do petróleo russo ajudou a sustentar a alta do petróleo no mercado internacional.

Os preços do minério de ferro na China, por sua vez, operam em baixa, ampliando as perdas da sessão anterior, com novas restrições relacionadas ao Covid pesando sobre a demanda da commodity.

Pequim fechou parques e museus na terça-feira e Xangai reforçou as regras para as pessoas que entram na cidade, enquanto as autoridades chinesas lidam com um aumento nos casos de Covid-19 que aprofundou a preocupação com a economia e diminuiu as esperanças de uma reabertura rápida.

A Comissão de Saúde da China continental registrou 29.157 novos casos de coronavírus em 22 de novembro, em comparação com 28.127 novos casos no dia anterior.

Quaisquer esperanças de ganhos decorrentes de um aumento na demanda das medidas para apoiar o setor imobiliário da China foram apagadas pela perspectiva de aumento da oferta, disse a ANZ em nota.

  • Petróleo WTI, +1,12%, a US$ 81,86 o barril
  • Petróleo Brent, +1,29%, a US$ 89,50 o barril
  • Minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve baixa de 0,41%, a 732,50 iuanes, o equivalente a US$ 102,35

Bitcoin

  • Bitcoin, +2,38% a US$ 16.524,45 (em relação à cotação de 24 horas atrás)

2. Agenda

A agenda desta quarta-feira é marcada pela divulgação da ata do Comitê de Mercado Aberto do Banco Central americano (Fomc, na sigla em inglês), um dia antes do feriado de Ação de Graças.

O documento vai detalhar a dinâmica da última reunião do comitê, realizada no começo deste mês, em que o Fomc elevou os juros em 75 pontos-base pela quarta vez seguida.

No Brasil, investidores aguardam pelos números do fluxo cambial semanal.

Brasil

8h: Índice IPC-S semanal

12h30: Roberto Campos Neto, presidente do BC, profere palestra no Evento BlackRock Brasil, em São Paulo.

14h30: Fluxo cambial semanal

EUA

10h30: Bens duráveis

10h30: Pedidos de seguro-desemprego semanal, consenso Refinitiv aponta para 225 mil solicitações no período

11h45: PMI

12h: Vendas de moradias novas

12h: Confiança do consumidor Michigan

12h30: Estoques de petróleo semanal- EIA

16h: Ata do Fomc

Japão

21h30: PMI

3. Noticiário econômico

Centrão negocia liberação de orçamento secreto em troca de apoio à PEC da Transição

Parlamentares do Centrão sinalizaram que querem usar a negociação pelo avanço da tramitação da PEC da Transição no Congresso como moeda de troca para liberar recursos do orçamento secreto, com o desbloqueio e pagamento das emendas de relator-geral, informa o jornal O Globo.

Na véspera, o governo anunciou um bloqueio adicional no orçamento de R$ 5,7 bilhões e congelamento de verba vai a R$ 15,4 bilhões em 2022. Entre esses recursos, pelo menos R$ 7,9 bilhões são de emendas do orçamento secreto.

Congresso não deve apoiar Bolsa Família fora do teto permanentemente, diz Pacheco

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou ontem que retirar o Bolsa Família de forma permanente do teto de gastos – a regra que limita o crescimento das despesas do governo à variação da inflação – não encontra “ressonância” no Congresso.

Em reunião com deputados de esquerda nesta terça, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), também sinalizou que seria mais fácil aprovar a PEC se a “licença para gastar” fosse apenas em 2023.

4. Noticiário político

PL pede invalidação de votos em urnas antigas

O Partido Liberal (PL), sigla do presidente Jair Bolsonaro, ingressou junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) um pedido de invalidação dos votos registrados em 279 mil urnas utilizadas no pleito de outubro, que definiu a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na disputa pelo Palácio do Planalto.

O PL alega ter havido “desconformidades irreparáveis de mau funcionamento” nos modelos de 2009, 2010, 2011, 2013 e 2015 dos equipamentos e solicita que sejam invalidados os votos decorrentes das urnas mencionadas. Somente as urnas de 2020, que correspondem a 192 mil de 472 mil equipamentos utilizados no segundo turno, teriam o campo corretamente preenchido.

Moraes pede que PL apresente relação de urnas defeituosas dos dois turnos das eleições

O presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes, deu prazo de 24 horas para que o PL, partido do presidente Jair Bolsonaro, faça o aditamento da petição na qual pede a anulação de votos das eleições.

No despacho, Moraes pede que o partido apresente a relação de urnas supostamente defeituosas nos dois turnos, alegando que as urnas também foram usadas no primeiro turno.

Covid

O Brasil registrou na terça 159 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 685.860 desde o início da pandemia.

Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias é de 65. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +43%.

No total, o país registrou 27.931 novos diagnósticos de Covid-19 em 24 horas, completando 35.094.130 casos conhecidos desde o início da pandemia.

5. Radar Corporativo

Petrobras (PETR3; PETR4)

A Petrobras (PETR3; PETR4) anunciou investimento de R$ 260 milhões na modernização da Refinaria Henrique Lage (Revap), em São José dos Campos (SP).

Segundo comunicado, o projeto inclui a modernização e instalação de equipamentos na unidade U-272D, que deixará de produzir o diesel S500 e passará a produzir o diesel S-10, produto mais moderno e sustentável, com menor teor de enxofre (máximo 10 ppm), que atende a especificações do mercado local e internacional, além de requisitos ambientais.

A estatal pretende dobrar o fornecimento de diesel S-10 dos atuais 44 mil barris/dia para 85 mil barris/dia.

Enauta (ENAT3)

O Conselho de Administração da Enauta (ENAT3) aprovou nesta terça-feira (22) a 1ª emissão de debêntures simples, não conversíveis, em até 2 séries, com esforços restritos de distribuição, no valor de R$ 2 bilhões.

Os recursos levantados serão utilizados para pagamento de gastos, despesas ou dívidas relacionadas à implementação e desenvolvimento do Sistema Definitivo do Campo de Atlanta.

(Com Estadão, Reuters e Agência Brasil)

GET FREE FOLOWERS TIKTOK

GET FREE INSTAGRAM TIKTOK

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *