Viúva de Gal Costa é acusada de ignorar decisões da cantora sobre sepultamento

Viúva de Gal Costa é acusada de ignorar decisões da cantora sobre sepultamento

GET FREE FOLOWERS TIKTOK

GET FREE INSTAGRAM TIKTOK

A cantora Gal Costa, que morreu há 15 dias, em São Paulo, tinha comprado um jazigo no Rio de Janeiro antes de morrer. O local, onde a mãe da artista também foi enterrada, pode ter sido ignorado pela viúva da famosa, Wilma Patrillo.

De acordo com o ex-empresário e amigo de Gal, Paulo Lima, o sepultamento e a falta de informações em torno da motivação da morte da famosa foi um dos motivos para que ele e os fãs ficassem desconfiados. 

No Instagram, ele publicou uma foto da sepultura onde Gal foi enterrada e fez diversos questionamentos em torno do mistério. “Gal Costa comprou um Jazigo Perpétuo no cemitério São João Batista, no Rio de Janeiro, quando faleceu sua mãe”, disse. 

“Gal, intuitiva como era, até isso deve ter previsto. Não é justo que seja sepultada num jazigo que não é seu e que seja dificultada a chegada de seus fãs e amigos para homenagens e despedidas finais. Por que isso tudo está acontecendo? Quem deseja apagar e esconder essa pessoa amada por tantos? O que há por trás de tudo isso?”, questionou.

A viúva de Gal, Wilma, apareceu para rebater os questionamentos que o produtor musical levou à rede social.  “Paulo, você não sabe de nada. (…) Esse tal Paulo não convivia com Gal há mais de 40 anos. Sim, é fato, mas ele fez/faz parte da história da Gal e por não saber de nada, ele queira respostas, assim como muito dos fãs da Gal””, escreveu.

No entanto, Paulo levou uma resposta que vários internautas e fãs ficaram desconfiados de uma possível situação entre Wilma e Gal: Ora ora ora, Wilma. Não conviver com a Gal era a coisa mais comum há pelo menos 28 anos, quando alguém a afastou de boa parte de seus amigos”.

GET FREE FOLOWERS TIKTOK

GET FREE INSTAGRAM TIKTOK

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *