Ziyech demite técnico, volta atrás em aposentadoria e vai à Copa

Ziyech demite técnico, volta atrás em aposentadoria e vai à Copa

GET FREE FOLOWERS TIKTOK

GET FREE INSTAGRAM TIKTOK

Hakim Ziyech, jogador da seleção do Marrocos (Foto: Oliver Hardt – FIFA/FIFA via Getty Images)

Hakim Ziyech é sem dúvidas um dos jogadores mais conhecidos da seleção marroquina, tanto pela suas atuações pelo Ajax e pelo Chelsea, onde joga atualmente, quanto pela participação na Copa do Mundo da Rússia em 2018 e na Copa Africana de Nações no ano seguinte. Ainda assim o jogador ficou um ano sem ser convocado pelo Marrocos, após uma briga com antigo técnico Vahid Halilhodžić.

Acusado pelo treinador bósnio de ser “preguiçoso” e “fingir lesão para não treinar”, Ziyech, de 29 anos, ficou de fora da equipe que jogou a Copa Africana de Nações em janeiro e fevereiro desse ano. Logo em seguida anunciou sua aposentadoria da seleção, aos 28 anos, e parecia estar longe da Copa do Mundo do Catar. Tudo mudou em agosto, quando Halilhodžić foi demitido, segundo a Federação Marroquina por “visões divergentes”. A saída do técnico, que levou Marrocos às quartas-de-final na Copa Africana, e à classificação para a Copa, abriu novamente a possibilidade de Ziyech defender o país.

Leia também:

Mesmo sem aparições pelo Chelsea nessa temporada o craque marroquino foi incluído na lista de convocados pelo novo treinador, o ex-jogador Walid Regragui, que jogou 45 partidas pela seleção do Marrocos e antes de assumir a seleção foi campeão da Liga dos Campeões Africana com o Wydad Casablanca, um dos principais clube do país. Regragui não demorou a entender que a “visão” da Federação incluía a chamar uma das principais estrelas do país, e em setembro Ziyech fez sua reestreia pela seleção, 7 meses após declarar sua aposentadoria.

O Marrocos, que está no mesmo grupo de Bélgica, Canadá e Croácia, faz sua estreia contra a atual vice-campeã da Copa do Mundo, e conta com Ziyech e sua experiência para tentar repetir a boa campanha de 1986 quando chegou à segunda fase da competição, e de 1998 quando ficou a um ponto de desbancar a Noruega e chegar nas oitavas-de-final em um grupo que incluía o Brasil. Para isso Regragui demonstrou toda sua confiança em Hakim Ziyech, o nomeando vice-capitão de uma equipe que busca retomar o rumo das boas campanhas.

GET FREE FOLOWERS TIKTOK

GET FREE INSTAGRAM TIKTOK

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *